Viu Review - Tendências - De obstáculo a oportunidade: a quarentena para os realities
Receba nossas novidades em primeira mão!
Quarta, 22 Abril 2020 08:01

Tendências - De obstáculo a oportunidade: a quarentena para os realities

Escrito por
Rate this item
(0 votes)

Ao longo das últimas semanas, escrevi sobre como os programas de entrevistas noturnos e os festivais de lives musicais estão transgredindo a barreira do padrão clássico de TV. Como o isolamento continua e parece se tornar cada vez mais permanente, outro gênero está abraçando a produção virtual para manter seus produtos atuais e relevantes: os realities shows. Conheçam as iniciativas: 

A partir do próximo domingo (26/04), os novos episódios de “American Idol” serão adaptados para a nova realidade do distanciamento social. Pela primeira vez na história do programa, os participantes vão se apresentar de suas casas e serão analisados pelos ouvidos atentos de Katy Perry, Luke Bryan e Lionel Richie de maneira virtual. Cada jurado estará em seu respectivo lar, assim como Ryan Seacrest, apresentador de longa data do formato musical.

Lionel Richie, Ryan Seacrest, Katy Perry e Luke Bryan

Após duas semanas exibindo clips especiais, – o que deu aos produtores tempo suficiente para organizar e remodelar a atração para o mecanismo remoto – “American Idol” retorna com os 20 melhores candidatos espalhados pelos Estados Unidos.

Para evitar qualquer instabilidade via internet, as performances dos concorrentes serão gravadas, mas mantendo o estilo “ao vivo”. A parte final desta temporada foi reduzida para quatro episódios, o que significa um maior número de eliminados por programa.

Produtores do “American Idol” enviaram para a casa dos participantes um kit de gravação: um celular com boa resolução e equipamentos de iluminação. Além disso, a equipe está repassando dicas sobre como gravar em casa, truques de cabelo e maquiagem e até ambientação cenográfica.  

Outro reality famoso que também está tentando converter as limitações da quarentena em oportunidade é “90 Day Fiancé” (90 Dias para Casar).  A atração que procura juntar casais formados por um americano e um imigrante lançou um spin-off chamado “90 Day Fiancé: Self-Quarantined”, reunindo vários personagens marcantes de temporadas anteriores em cinco novos episódios.

Os participantes gravaram depoimentos de maneira remota e também foram filmados pela produção em entrevistas confessionais em esquema de videochamada para contar como estão lidando com o isolamento e atualizar o público sobre seus status de relacionamento.

Para quem não conhece este formato, “90 Day Fiancé” acompanha casais que solicitaram o K-1 Visa (disponível somente para estrangeiros noivos de cidadãos americanos) e têm noventa dias para se casarem. A proposta do K-1 Visa é oferecer tempo para que os processos do matrimônio sejam cumpridos e a cerimônia possa ser organizada. Todos os casais assinam documentos para o Departamento de Imigração dos Estados Unidos se comprometendo a casar.

A edição especial de quarentena começou a ser exibida em território americano no dia 20 de abril.  

Se para alguns o mundo online é o lugar perfeito para encontrar uma alma gêmea, talvez tenhamos o momento ideal para um programa de namoro virtual. Foi isso que a emissora TLC pensou ao anunciar o lançamento do inédito “Find Love Live”. O programa tem um objetivo simples: ajudar solteiros a encontrar seu par perfeito do conforto do seu sofá. Todos os encontros serão virtuais. Totalmente em linha com aquilo que vivemos atualmente.

Originalmente pensado para ser gravado com equipe in loco, a atração foi alterada para o modelo remoto e será exibida a partir do dia 10 de maio.

Formato adaptado do sucesso americano “Family Feud”, a atração britânica “Family Fortunes” está prevista para voltar ao ar em um piloto dentro do contexto do isolamento. A emissora ITV e a produção Fremantle organizarão os procedimentos para a gravação do episódio remotamente. Câmeras serão enviadas para a casa de duas famílias, que vão competir pelo prêmio ao adivinhar as respostas dadas pelo público britânico a uma série de “perguntas do dia a dia”.  

Ainda não se sabe se a ideia seguirá em produção para novos episódios ou se será apenas um piloto experimental. De qualquer forma, segundo a ITV, há uma boa oportunidade para testar o formato que pode oferecer um frescor à programação e às vidas dos britânicos em quarentena. Também não se sabe quem será o apresentador desta versão.

E como lavar a roupa suja sem ser olho no olho? Esse será o desafio que o reality “The Real Housewives of Atlanta” topou ao anunciar que o episódio de reunião (onde a roupa suja é lavada com todo empenho pelos participantes) será gravado de maneira virtual. O apresentador Andy Cohen, que comanda a 12ª temporada do programa, será o responsável por gerir os ânimos das convidadas e colocar lenha na fogueira.

Para quem não conhece o formato, “The Real Housewives of Atlanta” foca na vida pessoal e profissional de várias mulheres que moram na cidade e arredores de Atlanta. E há muitas tretas entre elas, gerando barracos e mais barracos na TV.

O que vimos neste texto é que, mesmo em tempos de pandemia, o mercado do audiovisual está pulsando em criatividade e não pretende deixar passar o potencial inovador que o isolamento está forçadamente promovendo às produções e às emissoras. Realities shows estão embarcando de cabeça nessa onda, já que o público tende a aceitar melhor uma produção menos luxuosa em troca de um conteúdo inédito e quente. Vamos observar se o fenômeno continuará a influenciar o setor ou se será apenas um fogo de palha.  

Read 515 times Last modified on Quarta, 22 Abril 2020 13:39