Viu Review - Console Wars
Console-wars.jpg

Console Wars

Diretor
Blake J. Harris e Jonah Tulis
Elenco
Jeff Goodby, George Harrison, Tom Kalinske
Ano
2020
País
EUA

Documentário HBO Max ml-real ml-empreendedorismo ml-tecnologia ml-ff

Console Wars

Costumamos dizer que o maior ativo de uma empresa são as pessoas; o grande problemas é que as mesmas pessoas que transformam um negócio, podem simplesmente destruí-lo pelos motivos mais egoístas e egocêntricos que você pode imaginar!

É isso que encontramos em "Console Wars", produção da CBS All Access, serviço de streaming da americana CBS que ainda não está disponível no Brasil, mas que tem distribuição da HBO por aqui: erros e acertos de profissionais que se tornaram protagonistas de um mercado movido pela paixão e pela polaridade! Toda história de como a Sega, até então uma produtora de fliperamas, resolveu investir no mercado de videogames domésticos e bater de frente com a Nintendo, que dominava o segmento com 95% de market share, está lá e são os detalhes criativos, as nuances de relacionamentos e as sacadas de marketing que fazem dessa produção um material importante para quem gosta de empreendedorismo. Confira o trailer:

Baseado no livro "A Guerra dos Consoles: Sega, Nintendo e a Batalha que Definiu uma Geração" (2014), "Console Wars" é para você que acompanhou toda revolução de um mercado que hoje fatura mais que o de Cinema e de Música juntos. Embora o documentário se proponha a mostrar a enorme transformação desse segmento, no fundo, ele acaba focando muito mais no processo de ascensão, e depois de queda, da Sega of America, colocando a Nintendo "quase" como a grande vilã da história. São muitas entrevistas, com executivos dos dois lados, algumas imagens de arquivos e até uma ou outra animação para ilustrar algumas situações bastante curiosas.

Para os entusiastas, será uma conexão imediata com a história, que traz elementos muito nostálgicos ao conceito narrativo e que só potencializa a boa experiência de assistir "Console Wars", porém, vale reparar: são tantas lições de marketing, gestão, liderança e vendas; que eu diria que o filme funciona "quase" como um estudo de caso de uma boa pós-graduação! 

"Console Wars" foi dirigido pelo Blake J. Harris, autor da obra, e pelo Jonah Tulis, e é justamente por isso que temos um roteiro que se apoia nas mesmas entrevistas e nos principais personagens que encontramos no livro, como Tom Kalinske, o lendário CEO da Sega ou Peter Main, então VP de Vendas e Marketing da divisão americana da Nitendo.

O filme tem uma dinâmica muito interessante, é muito bem produzido por nomes como Seth Rogen (The Boys) e Evan Goldberg (Preacher), e nos fisga muito rapidamente (por todos aqueles elementos emocionais que já citei), porém, independente disso, encontramos uma narrativa bem construída, fácil e que transforma os 90 minutos de história em um profundo mergulho nos bastidores da Sega, nas estratégias da Nitendo e na chegada de uma nova era com a Sony!

Olha, é o tipo de documentário que deixa aquele gosto de "quero mais". Talvez por isso, a idéia inicial era que "Console Wars" fosse uma série - e acho que essa proposta não está totalmente descartada ou pelo menos uma continuação parece ser o caminho, já que no final do filme surgiu um "continue" bastante sugestivo! Vamos torcer!

Assista Agora

Costumamos dizer que o maior ativo de uma empresa são as pessoas; o grande problemas é que as mesmas pessoas que transformam um negócio, podem simplesmente destruí-lo pelos motivos mais egoístas e egocêntricos que você pode imaginar!

É isso que encontramos em "Console Wars", produção da CBS All Access, serviço de streaming da americana CBS que ainda não está disponível no Brasil, mas que tem distribuição da HBO por aqui: erros e acertos de profissionais que se tornaram protagonistas de um mercado movido pela paixão e pela polaridade! Toda história de como a Sega, até então uma produtora de fliperamas, resolveu investir no mercado de videogames domésticos e bater de frente com a Nintendo, que dominava o segmento com 95% de market share, está lá e são os detalhes criativos, as nuances de relacionamentos e as sacadas de marketing que fazem dessa produção um material importante para quem gosta de empreendedorismo. Confira o trailer:

Baseado no livro "A Guerra dos Consoles: Sega, Nintendo e a Batalha que Definiu uma Geração" (2014), "Console Wars" é para você que acompanhou toda revolução de um mercado que hoje fatura mais que o de Cinema e de Música juntos. Embora o documentário se proponha a mostrar a enorme transformação desse segmento, no fundo, ele acaba focando muito mais no processo de ascensão, e depois de queda, da Sega of America, colocando a Nintendo "quase" como a grande vilã da história. São muitas entrevistas, com executivos dos dois lados, algumas imagens de arquivos e até uma ou outra animação para ilustrar algumas situações bastante curiosas.

Para os entusiastas, será uma conexão imediata com a história, que traz elementos muito nostálgicos ao conceito narrativo e que só potencializa a boa experiência de assistir "Console Wars", porém, vale reparar: são tantas lições de marketing, gestão, liderança e vendas; que eu diria que o filme funciona "quase" como um estudo de caso de uma boa pós-graduação! 

"Console Wars" foi dirigido pelo Blake J. Harris, autor da obra, e pelo Jonah Tulis, e é justamente por isso que temos um roteiro que se apoia nas mesmas entrevistas e nos principais personagens que encontramos no livro, como Tom Kalinske, o lendário CEO da Sega ou Peter Main, então VP de Vendas e Marketing da divisão americana da Nitendo.

O filme tem uma dinâmica muito interessante, é muito bem produzido por nomes como Seth Rogen (The Boys) e Evan Goldberg (Preacher), e nos fisga muito rapidamente (por todos aqueles elementos emocionais que já citei), porém, independente disso, encontramos uma narrativa bem construída, fácil e que transforma os 90 minutos de história em um profundo mergulho nos bastidores da Sega, nas estratégias da Nitendo e na chegada de uma nova era com a Sony!

Olha, é o tipo de documentário que deixa aquele gosto de "quero mais". Talvez por isso, a idéia inicial era que "Console Wars" fosse uma série - e acho que essa proposta não está totalmente descartada ou pelo menos uma continuação parece ser o caminho, já que no final do filme surgiu um "continue" bastante sugestivo! Vamos torcer!

Assista Agora

Você também demora para encontrar o que quer assistir?

Cadastre-se na Viu Review e tenha sempre a sugestão ideal para o seu gosto!

Cookies: a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.