Viu Review - The Thing About Pam
The-Thing-About-Pam.jpg

The Thing About Pam

Elenco
Renée Zellweger, Josh Duhamel, Judy Greer
Ano
2022
País
EUA

Lançamentos Drama ml-investigação ml-dramedia ml-relacoes ml-crime ml-pf Star+

The Thing About Pam

Tem sido uma tendência dos serviços de streaming nos apresentarem excelentes séries e, principalmente, minisséries de "true crime"; porém o que vem acontecendo ultimamente é uma subversão do tom mais dramático e investigativo para algo que experimente transitar por outros gêneros e sub-gêneros, mas sempre mantendo a sua gênese. Exemplos não faltam e vão desde comédias mais escrachadas como em "Only Murders in the Building" (Star+) ou "Depois da Festa" (AppleTV+) até dramédias que tentam equilibrar vários elementos narrativos e assim entregar algo surpreendente como ”Landscapers” (HBO Max) ou "Flesh and Blood" (Globoplay).

"The Thing About Pam" entra justamente nessa segunda leva, mas com um elemento que vai além do vemos na tela, nos provocando sensações, de fato, incômodas e que fizeram de "Making a Murderer" um grande sucesso lá atrás - o que eu quero dizer é que, mesmo com um mood  mais leve, essa história está carregada de injustiças e tendenciosismo nas investigações (principalmente na primeira metade dos 6 episódios) de embrulhar o estômago!

Baseada em fatos reais, a minissérie se propõe a contar a impressionante (e revoltante) história de um crime que aconteceu em uma pequena e pacata cidade do interior dos EUA onde, em dezembro de 2011, Russ (Glenn Freshler) encontrou sua esposa, Betsy (Katy Dixon), morta com mais de 50 facadas pelo corpo. Ao denunciar esse crime brutal, ele se tornou um dos principais suspeitos, porém a última pessoa que esteve com Betsy naquele dia foi sua melhor amiga, Pam Hupp (Renee Zellweger). Pam rapidamente passou a incriminar Russ, insinuando que o casal vivia em um relacionamento conturbado. Assim como na ficção, logo as pessoas perceberam que se tratava de um plano diabólico muito mais complexo do que todos imaginavam. Confira o trailer:

"The Thing About Pam" é uma adaptação do podcast homónimo de investigação da NBC "Dateline", com isso o criador Travis Sentell (roteirista de "Electric Dreams") se aproveitou do mesmo conceito de "forma" e "conteúdo" para contar a mesma história só que em outra plataforma. Nos primeiros segundos da minissérie já entendemos exatamente o que vamos encontrar só por causa do "tom de voz" do seu narrador. Soma-se a isso uma curiosa e inteligente escolha conceitual de brincar com a nossa percepção ao construir algumas cenas como uma representação do ponto de vista de Pam Hupp - não se trata do que aconteceu ou não (isso nós já presumimos de cara), mas sim em como Pam cria sua versão e de como ela está presa no seu mundo de imaginação.

Se Renee Zellweger já estava irreconhecível depois de tantas plásticas e intervenções estéticas no rosto, com o "fat suit" (uma espécie de figurino com enchimento que replica um corpo com excesso de peso), ela praticamente se transforma em outra pessoa - e olha, dá um show de interpretação mais uma vez. Ela foi capaz de se tornar uma pessoa tão desprezível como pouca vezes vi fora do cinema. Podem esperar algumas indicações de Zellweger na temporada de premiações que vem por aí. Outra atriz que também dá um show em cena é Judy Greer como a promotora, Leah Askey - reparem como essa personagem manipula sua própria insegurança com atitudes pontuais que a transformam em uma pessoa simpática, atenciosa e disponível, apenas para esconder sua ganância e seu orgulho.

Muito bem construída, produzida, dirigida e com um elenco afinadíssimo, "The Thing About Pam" é realmente imperdível e confesso, foi mais uma agradável surpresa que chegou aqui no Brasil pelo Star+ e que merece muito sua atenção, pois tem tudo para se tornar mais uma das queridinhas dos amantes de "true crime" que estão dispostos a experimentar novas formas de narrativas, sem perder o impacto que as histórias do gênero costumam causar.

Vale muito seu play!

Assista Agora

Tem sido uma tendência dos serviços de streaming nos apresentarem excelentes séries e, principalmente, minisséries de "true crime"; porém o que vem acontecendo ultimamente é uma subversão do tom mais dramático e investigativo para algo que experimente transitar por outros gêneros e sub-gêneros, mas sempre mantendo a sua gênese. Exemplos não faltam e vão desde comédias mais escrachadas como em "Only Murders in the Building" (Star+) ou "Depois da Festa" (AppleTV+) até dramédias que tentam equilibrar vários elementos narrativos e assim entregar algo surpreendente como ”Landscapers” (HBO Max) ou "Flesh and Blood" (Globoplay).

"The Thing About Pam" entra justamente nessa segunda leva, mas com um elemento que vai além do vemos na tela, nos provocando sensações, de fato, incômodas e que fizeram de "Making a Murderer" um grande sucesso lá atrás - o que eu quero dizer é que, mesmo com um mood  mais leve, essa história está carregada de injustiças e tendenciosismo nas investigações (principalmente na primeira metade dos 6 episódios) de embrulhar o estômago!

Baseada em fatos reais, a minissérie se propõe a contar a impressionante (e revoltante) história de um crime que aconteceu em uma pequena e pacata cidade do interior dos EUA onde, em dezembro de 2011, Russ (Glenn Freshler) encontrou sua esposa, Betsy (Katy Dixon), morta com mais de 50 facadas pelo corpo. Ao denunciar esse crime brutal, ele se tornou um dos principais suspeitos, porém a última pessoa que esteve com Betsy naquele dia foi sua melhor amiga, Pam Hupp (Renee Zellweger). Pam rapidamente passou a incriminar Russ, insinuando que o casal vivia em um relacionamento conturbado. Assim como na ficção, logo as pessoas perceberam que se tratava de um plano diabólico muito mais complexo do que todos imaginavam. Confira o trailer:

"The Thing About Pam" é uma adaptação do podcast homónimo de investigação da NBC "Dateline", com isso o criador Travis Sentell (roteirista de "Electric Dreams") se aproveitou do mesmo conceito de "forma" e "conteúdo" para contar a mesma história só que em outra plataforma. Nos primeiros segundos da minissérie já entendemos exatamente o que vamos encontrar só por causa do "tom de voz" do seu narrador. Soma-se a isso uma curiosa e inteligente escolha conceitual de brincar com a nossa percepção ao construir algumas cenas como uma representação do ponto de vista de Pam Hupp - não se trata do que aconteceu ou não (isso nós já presumimos de cara), mas sim em como Pam cria sua versão e de como ela está presa no seu mundo de imaginação.

Se Renee Zellweger já estava irreconhecível depois de tantas plásticas e intervenções estéticas no rosto, com o "fat suit" (uma espécie de figurino com enchimento que replica um corpo com excesso de peso), ela praticamente se transforma em outra pessoa - e olha, dá um show de interpretação mais uma vez. Ela foi capaz de se tornar uma pessoa tão desprezível como pouca vezes vi fora do cinema. Podem esperar algumas indicações de Zellweger na temporada de premiações que vem por aí. Outra atriz que também dá um show em cena é Judy Greer como a promotora, Leah Askey - reparem como essa personagem manipula sua própria insegurança com atitudes pontuais que a transformam em uma pessoa simpática, atenciosa e disponível, apenas para esconder sua ganância e seu orgulho.

Muito bem construída, produzida, dirigida e com um elenco afinadíssimo, "The Thing About Pam" é realmente imperdível e confesso, foi mais uma agradável surpresa que chegou aqui no Brasil pelo Star+ e que merece muito sua atenção, pois tem tudo para se tornar mais uma das queridinhas dos amantes de "true crime" que estão dispostos a experimentar novas formas de narrativas, sem perder o impacto que as histórias do gênero costumam causar.

Vale muito seu play!

Assista Agora

Você também demora para encontrar o que quer assistir?

Cadastre-se na Viu Review e tenha sempre a sugestão ideal para o seu gosto!

Cookies: a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.