Viu Review - Pedro Couto

Bem-vindo ao Blog da Viu Review

Em fevereiro de 2018, um filme americano transformou a trajetória do cinema e demonstrou ser totalmente possível criar um enorme sucesso de crítica e de público com um elenco negro e um herói afro. “Pantera Negra” e sua força incomensurável reacenderam o debate sobre representatividade no entretenimento. Desde então, o mercado nunca mais foi o mesmo. Confira:

O mercado de entretenimento está cada vez mais de olho nas produções originais de videogames. Aquilo que era visto como algo de nicho vem ganhando mais notoriedade e relevância econômica. Com uma imensa variação de personagens, enredo e alcance, os jogos eletrônicos estão fomentando uma nova onda de adaptações para o audiovisual. No texto de hoje, vamos observar quais projetos estão em desenvolvimento e que merecem sua atenção. Confira:

O audiovisual australiano vive um crescimento vertiginoso nos últimos anos. Apesar da distância geográfica em relação aos mercados ocidentais, o país mostra-se cada vez mais forte na indústria cultural, apostando no inglês como facilitador na comunicação e na diversidade étnica como diferencial estético em suas atrações. Hoje, veremos quais são as produções que estão mexendo com as estruturas da Austrália e poderão capturar os olhares do mundo. Confira:   

A busca massiva e incansável por boas histórias move cada vez mais o mercado de entretenimento a novos territórios, seja no ambiente tecnológico ou criativo. Esse impulso vem posicionando a plataforma de storytelling Wattpad em um patamar muito relevante dentro da intensa batalha pelas propriedades intelectuais. No texto de hoje, vamos analisar como uma rede social para amantes da escrita está movimentando os bastidores do audiovisual. Confira:

Por muitos anos, o gênero fantasia ficou restrito ao universo cinematográfico ou ao terreno infanto-juvenil. Após “Game of Thrones” demonstrar ser possível agradar uma enorme audiência com uma série televisiva e uma abordagem adulta do conceito fantástico, abriu-se a busca por novas histórias com potencial semelhante ao grande sucesso da HBO. No texto de hoje, vamos destrinchar algumas apostas das TVs e dos serviços de streaming que desejam ocupar este disputado espaço no mercado audiovisual. Confira:

Muito dinheiro, competição, falcatruas, altos riscos e adrenalina à flor da pele. Esses são alguns dos elementos utilizados em séries de ficção do gênero finance drama ou thriller. A temática vem sendo explorada com mais vigor por diferentes players e nesse post apresentamos projetos que misturam mistério, comédia, juventude e conspiração ao complexo universo das cifras bilionárias de bancos e bolsas de valores. Confira:

Escândalos sempre renderam boas histórias. Seja em um formato documental ou fictício, contos bombásticos têm o poder de abalar as estruturas da concorrência e maximizar o índice de audiência. Na esteira dos movimentos #metoo e Time’s Up, passamos a observar uma onda de produtos com casos de assédio como um dos seus principais tópicos. Grandes magnatas do establishment da mídia americana ganharam os holofotes e, atualmente, suas histórias estão sendo recontadas em narrativas contemporâneas e críticas, sob a ótica vigilante das vítimas dos abusos sexuais. Hoje, veremos o que já está ou ainda chegará ao mercado sobre os escândalos de assédio que pipocaram nos últimos meses:

O protagonismo asiático nas produções americanas evidencia uma estratégia de expansão comercial alinhada aos discursos de inclusão e diversidade no audiovisual. Há interesse do polo criativo americano em se conectar cada vez mais com a massiva audiência dos territórios da Ásia. Empresas do calibre da Disney, HBO e Netflix passaram a desenvolver narrativas com personagens centrais de origem ou feição oriental. Hoje, vamos conferir algumas produções que já movimentam ou ainda prometem remexer com o mercado:

Cada ano, público e imprensa ficam com os olhos grudados na lista dos indicados ao Emmy, o maior prêmio da televisão americana. Desta vez, não foi diferente. Tivemos os favoritos, as zebras e aquelas séries que ganham notoriedade internacional após sua nomeação. Esse é o caso de Schitt’s Creek, tema do post de hoje. Vale a pena conferir:

Dizia-se que os taxistas eram os maiores orientadores sentimentais das ruas. Opiniões formadas para todas as dúvidas e vivência infinita. Quanto mais quilometragem no painel do carro, mais dicas e histórias o motorista tinha para contar. A evolução tecnológica trouxe um novo concorrente para os taxistas e pessoas comuns passaram a transportar outras pessoas comuns. O fato é que o fenômeno do Uber também abriu caminho para diferentes narrativas, que a indústria do audiovisual já começa a explorar. Confira:

Página 4 de 5

Cookies: a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.