Viu Review - Netflix - Sua atual estratégia para o Brasil!

Bem-vindo ao Blog da Viu Review

Quinta, 02 Maio 2019 14:58

Netflix - Sua atual estratégia para o Brasil!

Escrito por
Rate this item
(0 votes)

Na semana passada, estivemos no maior evento de criatividade e inovação da América Latina, o Rio2C. Pela primeira vez na história do evento, a Netflix dominou parte dos painéis quando o assunto foi desenvolvimento e produção de conteúdo para Plataformas de Streaming. Aqui estão alguns highlights do que a "locadora vermelha" prepara para o Brasil:

Abrindo o evento, o CCO da Netflix, Ted Sarandos, apresentou os planos da Netflix para o Brasil:  “O Brasil tem talentos extraordinários e uma longa tradição em contar grandes histórias. É por este motivo que estamos animados em aumentar nosso investimento na comunidade criativa brasileira. Esses 30 projetos, em vários estágios de produção em diferentes locais espalhados pelo país, serão feitos no Brasil e consumidos pelo mundo.”

De cara, o homem que assina o cheque na Netflix confirmou que existem 30 projetos de produções originais sendo desenvolvidos por aqui. São projetos de todos os tipos, desde um filme adolescente com roteiro inédito da Thalita Rebouças chamado "Quem Nunca!" até uma série de fantasia que me deixou muito curioso, do diretor Carlos Saldanha, "Cidades Invisíveis".

Aliás foi nesse painel que o executivo adiantou a próxima parceria entre a plataforma e o ator Wagner Moura:  “Acabamos de produzir o longa "Sérgio", sobre a vida do diplomata Sérgio Vieira de Mello". Talvez essa novidade tenha sido a que mais me agradou. A história do Sérgio Vieira de Mello merecia ser contada. Pra quem não se recorda, Sérgio é o diplomata brasileiro que foi assassinado em Bagdá pela Al-Qaeda, em um atentado terrorista contra uma delegação da ONU que estava no Iraque para ajudar na reconstrução do país.

Em seguida, num segundo painel, a Netflix confirmou que vai investir em vários Filmes aqui no Brasil, mas com uma estratégia (para mim bem duvidosa) que deve atingir principalmente o público adolescente. A plataforma, de cara, fechou contrato com o Fábio Porchat, com a atriz Larissa Manoela e com a apresentadora Maisa (aquela mesmo!!!!!). Outro projeto anunciado foi a comédia romântica "Riscos de Amor" do Diretor Bruno Garotti.

Fiquei me perguntando: com tantos players chegando no Brasil, apontar tantos recursos e por tanto tempo (os contratos com esses artistas são de 3 anos) para um segmento tão volátil, não te parece um risco muito alto? Enfim...

Já sobre séries originais, a Netflix também não economizou para os próximos lançamentos. Algumas, confesso, me chamaram bastante atenção: "Futebol", de Elena Soares ("O Mecanismo") é uma delas. A série será um drama e vai contar a história por trás da relação intensa entre dois jovens jogadores que são escolhidos para fazer parte do elenco do maior time brasileiro da categoria sub-15. Outra que também me pareceu interessante é a comédia  "Ninguém tá olhando" do excelente Daniel Rezende ("Bingo" e "Cidade de Deus"). - não sou um fã de comédias, ainda mais cheio de youtubers no elenco, mas prefiro acreditar que um cara como o Daniel Rezende não entraria em uma furada só para estar na Netflix (ele não precisa disso faz tempo). Veremos!!!

Para fechar o dia, o vice-presidente de séries originais da Netflix, Peter Friedlander. em um disputado painel com o Charlie Brooker e com a Annabel Jones (criador e produtora executiva de "Black Mirror"), aproveitou para anunciar a série de zumbis, "Reality Z". Baseada na produção britânica “Dead Set”, também criada por Brooker, a série foi adaptada pelo diretor Cláudio Torres e tem a Conspiração como produtora (a mesma de "Sob Pressão" para a Globo). "É fascinante ver como Torres repensou o show, ambientado numa cidade tão icônica como o Rio de Janeiro e explorando a cultura pop do Brasil de maneira tão astuta", comentou Charlie Brooker. 

A Série gira em torno de um reality show chamado Olimpo, a Casa dos Deuses. No entanto, o programa passa por um momento inesperado: um apocalipse zumbi que aprisiona participantes e produtores dentro da casa que se torna um abrigo para quem busca a sobrevivência na cidade. - Essa é outra que prefiro esperar para ver. Tenho a impressão, que se for realizada no tom certo, pode funcionar porque existe uma predisposição para séries com Zumbis darem certo (são os "vampiros" da vez...rs!.

Dá uma olhada na peça "engraçadinha" que eles mostraram em primeira mão no evento para promover a série:

Read 1058 times Last modified on Quinta, 16 Maio 2019 14:10

Media

Reality-Z Netflix