Viu Review - Guerra de Streamings - Como o Covid-19 vai redefinir o mercado

Bem-vindo ao Blog da Viu Review

Sexta, 17 Abril 2020 14:25

Guerra de Streamings - Como o Covid-19 vai redefinir o mercado Featured

Escrito por
Rate this item
(0 votes)

Um pouco antes do Covid-19 muito se discutia sobre como a chegada de novos players de streaming impactaria o mercado de quem já estava navegando por águas, digamos, tranquilas – leia-se “Netflix”. Mas e agora o que vai mudar na estratégia desses serviços e como isso deve impactar nossa forma de consumir Filmes e Séries. Confira:

Durante a crise que estamos passando, alguns começaram a repercutir e o próprio mercado começou a olhar a "Guerra de Streamings" sob outra perspectiva e uma tendência que parecia inevitável em 2 ou 3 anos, acabou acelerando e agora passa a tirar o sono de muitos executivos de uma fatia muito maior do que apenas a dos vídeos sob demanda. O fato é que a partir de agora, consumiremos entretenimento de uma forma diferente e vou explicar por quê?

A Netflix tem cerca de 169 milhões de assinantes em todo o mundo!

A “Chatr” disponibilizou o seguinte estudo sobre novos hábitos durante a crise, a partir de como as pessoas estavam pesquisando no Google durante as primeiras semanas de quarentena. Reparem no quadrante destacado em vermelho! É um fato que “Netflix” virou sinônimo de “assistir um filme ou uma série em casa” e, claro, que esse posicionamento vai ser reforçando cada vez mais, mas uma outra informação divulgada na mesma semana me chamou muito mais atenção: Em apenas cinco meses de operação, a “Disney+” atingiu 50 milhões de assinantes. Mais de 20 milhões assinaram durante a crise do Covid-19. Para se ter uma idéia, em novembro de 2019, a projeção da Disney era de que esse patamar de assinantes fosse atingido apenas em 2022. É claro que os 50 milhões da Disney ainda estão distantes do 169 milhões da Netflix, mas a velocidade dessa aquisição de usuários foi incrível, ao mesmo tempo que não houve uma queda proporcional na base de assinantes da concorrente.

Perceba como os pontos começam a se unir: como eu havia comentado aqui, uma pesquisa do Facebook IQ em 2019 já adiantava que 65% dos assinantes de streaming acreditavam que a melhor forma de consumir filmes e séries seria criando um portfólio com diferentes serviços. 59% das pessoas já se sentiam confortáveis em pagar um novo serviço sem precisar cancelar aquele que já assinava e uma passagem bem interessante do mesmo estudo merece ser destacada: “Para o primeiro serviço de streaming. as pessoas consideram o conjunto do acervo. Quanto mais serviços contratados, maior a chance da próxima compra ser motivada por um único conteúdo”; ou seja, a briga para ser o segundo serviço escolhido, nesse momento, parece ser até mais interessante do que se tornar a primeira, já que em tempos de quarentena nossas opções de entretenimento se resumem ao conforto da nossa casa!

O Covid-19 e a chegada do seu serviço na Europa fez a Disney alcançar 50 milhões de assinantes!

A dúvida que surgiu é: e quando essa crise passar, as pessoas vão cancelar algum serviço de streaming para retomar o antigo hábito de ir ao Cinema, por exemplo? Com um ingresso de 30 reais, em média, é possível assinar até 2 serviços de streamings (além daquele primeiro que você já assinava), porém isso não acontecia com tanta frequência, já que nos sentíamos satisfeitos com o acervo disponível e gostávamos de ir ao Cinema. Mas como será depois de perceber que nossa fonte de entretenimento pode ser mais barata, mais segura e mais confortável?

É lógico que os grandes lançamentos continuarão tendo espaço na agenda de quem consome cinema, mas a recorrência tende a diminuir, já que temos muito conteúdo disponível em dois ou três serviços de streaming a um custo muito menor proporcionalmente – e ainda tendo a liberdade de cancelar a qualquer momento!

Tenho a impressão que o hábito já mudou, abrindo espaço para a construção de um portfólio de streamings muito antes do que imaginávamos, porém com ele vem um outro problema, como complementa o Facebook IQ: 62% dos assinantes disseram que é difícil encontrar tempo para assistir todos os títulos, 44% se sentem desatualizados por existir muitas opções e ainda afirma: “A facilidade em encontrar o que procuram é essencial para o serviço de streaming manter seus assinantes!”

Lista com os filmes e séries mais assistidos na Netflix durante a segunda semana de abril!

Pensando nisso, a Netflix criou uma lista semanal com os seus 10 títulos mais assistidos e isso vem ajudando na escolha de muitos assinantes e assim perder o menor tempo possível de pesquisa. Acontece que quando as pessoas assinam mais de um serviço a dificuldade de navegação entre as várias plataformas acaba se tornando um enorme complicador, foi pensando nisso que a Viu Review criou uma nova ferramenta com Inteligência Artificial para sugerir séries e filmes dos vários serviços que o usuário assina e ainda baseado no gosto pessoal dele. Saiba exatamente como tudo funciona clicando aqui!

O fato é que, com essa sobreoferta absurda de conteúdo proveniente do aumento de serviços de streaming dentro do portfólio de um único assinante, os players vão precisar se ajustar ou novas formas de facilitar a navegação entre todas essas plataformas surgirão para otimizar o tempo e entregar o melhor título ao usuário com o único objetivo de reter seu cliente e proporcionar a melhor experiência de entretenimento possível!

Read 1127 times Last modified on Segunda, 05 Outubro 2020 02:02

Cookies: a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.